Última hora

Última hora

Violência nas Favelas prejudica o Turismo

As associações de turismo pedem mais controlo nos locais de visita.

Em leitura:

Violência nas Favelas prejudica o Turismo

Tamanho do texto Aa Aa

São mais de mil comunidades e representam um terço do Rio de Janeiro.
Na última década, as favelas tornaram-se numa atração turística mas o aumento da violência nas encostas da cidade, que já levou à morte de turistas, trouxe de volta a questão da segurança.

Para Marcelo Armstrong, fundador da “Favela Tour”, “a questão é muito complexa para dizermos apenas se é seguro ou não. Depende do local, depende do dia, depende das circunstâncias. Agora, é esta a realidade do Rio!”.

Os guias garantem que não fazem visitas se não houver segurança e os turistas sentem-se seguros.

Fabrice Febbraio, turista francês, afirma que “as pessoas dizem que as favelas são perigosas e que não devemos visitá-las. Mas o que percebemos hoje é que talvez algumas sejam perigosas. As favelas que visitámos não nos fizeram sentir inseguros”.

Este ano, o Rio de Janeiro assistiu a uma média de 15 tiroteios por dia envolvendo policias e gangues armadas. Centenas de civis, muitos deles residentes nas favelas, foram mortos ou feridos no fogo cruzado.
As associações de turismo pedem mais controlo nos locais de visita.

As autoridades admitem agora que perderam o controlo da maioria das favelas.
Uma dor de cabeça para o turismo da cidade.