Última hora

Última hora

Ex-procuradora quer Maduro a responder no TPI

Luisa Ortega acusa o regime venezuelano de estar por detrás de oito mil mortes em dois anos.

Em leitura:

Ex-procuradora quer Maduro a responder no TPI

Tamanho do texto Aa Aa

A ex-procuradora da Venezuela, Luisa Ortega, quer ver o presidente Nicolás Maduro responder por crimes contra a humanidade no Tribunal Penal Internacional. A antiga magistrada, agora no exílio, acusa o sucessor de Hugo Chávez de estar por detrás de atos de tortura, detenções arbitrárias e execuções extrajudiciais, incluindo durante a onda de protestos que varreu a Venezuela entre abril e junho deste ano, que resultou em 125 mortos, vários às mãos da polícia e dos militares.

Luisa Ortega era uma figura próxima do partido de Maduro, mas rompeu com o regime depois da decisão de criar uma Assembleia Constituinte, para compensar a derrota nas legislativas. A queixa entrou esta quarta-feira no TPI e acusa o regime de responsabilidade em mais de oito mil mortes, só nos últimos dois anos.