Última hora

Última hora

Bielorrússia acusa Ucrânia de espionagem

Os serviços secretos da Bielorrússia acusaram, esta segunda-feira, a Ucrânia de espionagem.

Em leitura:

Bielorrússia acusa Ucrânia de espionagem

Tamanho do texto Aa Aa

Os serviços secretos da Bielorrússia afirmaram, esta segunda-feira, ter descoberto uma rede de espionagem, que trabalhava para o ministério da Defesa da Ucrânia, a partir de Minsk e com cidadãos do país, e que era liderada por um correspondente da rádio ucraniana. Pavlo Sharoyko foi preso em outubro e acusado de ser funcionário dos serviços secretos ucranianos. A sua mulher nega as acusações e diz que a detenção tem a ver com o seu trabalho:

“Recentemente, ele fez uma história sobre os exercícios conjuntos entre Rússia e Bielorrússia, os “Zapad-2017”, ele viajou até lá, visitou campos militares, fez diretos a partir desse local, entrevistou especialistas e jornalistas”, adiantou Elena Sharoyko.

Na sequência deste caso, um assessor da embaixada ucraniana, em Minsk, Ihor Skvortsov, foi declarado persona non-grata. Já as autoridades da Ucrânia negam as acusações.

O caso poderia pressionar ainda mais as relações entre Minsk e Kiev que foram testadas no início deste ano, quando a Bielorrússia organizou exercícios militares conjuntos em grande escala com a Rússia no território bielorrusso.