Última hora

Última hora

Demissão de Mugabe multiplica festejos no Zimbabué

Chegou ao fim a era Mugabe: presidente de 93 anos apresenta demissão e os festejos no Zimbabué não se fizeram esperar.

Em leitura:

Demissão de Mugabe multiplica festejos no Zimbabué

Tamanho do texto Aa Aa

Cantam porque é o fim de uma era. Mal se anunciou que Robert Mugabe se demitia da presidência do Zimbabué, os festejos irromperam por todo o país.

A resposta é muito rápida quando se pergunta: e agora? “Agora temos um futuro brilhante pela frente. Temos tudo o que é preciso para sermos o melhor país do mundo. Temos minerais, terras, competências, pessoas qualificadas e um povo muito trabalhador”, dizia-nos uma mulher em Harare.

Foram 37 anos no poder e vários dias a resistir para não o deixar, após a intervenção militar que acabou por ditar o seu afastamento.

Para a história fica o momento em que o presidente da câmara baixa do parlamento zimbabueano leu a carta de demissão do presidente de 93 anos.

O homem visto durante décadas como um dos símbolos do despotismo africano terá acabado por sucumbir às manobras políticas da mulher, Grace Mugabe, que pretendia suceder-lhe no poder. O afastamento do vice-presidente Emmerson Dambudzo Mnangagwa há algumas semanas transformou-se na gota que faz transbordar agora de alegria os zimbabueanos.