Última hora

Última hora

Impasse alemão preocupa alguns europeus

Em leitura:

Impasse alemão preocupa alguns europeus

Tamanho do texto Aa Aa

O “motor franco-alemão”, que impulsiona a União Europeia, parece ter dificuldades num dos seus elementos e isso está a causar nervosismo sobre a capacidade de relançar o projecto europeu.

Emmanuel Macron é o mais recenet líder francês dos muitos com que trabalhou Angela Merkel, mas o facto da chanceler alemã ainda não ter conseguido formar o seu quarto governo causa estranheza a esta eurodeputada liberal francesa.

“Estou inquieta e muito preocupado com a situação dos meus amigos alemães, e também, chateada com alguns líderes políticos. Tínhamos acabado de chegado a um certo momento na história da Europa, com a eleição de Macron, que nos permitia ganhar um novo fôlego”, disse, à euronews, Nathalie Griesbeck.


No poder desde 2005, Merkel foi a arquiteta de muitas decisões importantes nas últimas décadas do projecto europeu, com uma relação priviligiada com os presidentes dos executivos comunitários José Manuel Barroso e Jean-Claude Juncker.

A sua atual fragilidade é, por isso, difícil de gerir para alguns, segundo Corina Horst, analista política do centro de estudos German Marshall Fund, em Bruxelas.

“Compreende perfeitamente que os governos europeus estejam surpreendidos, até mesmo preocupados, porque a mudança é sempre um pouco desestabilizadora. Mas considero que o que aconteceu na Alemanha pode cirar novas oportunidades. É um pouco irónico porque muitas pessoas costumavam dizer que a Alemanha é demasiado poderosa e que não gostavam disso. Mas agora, que o país parece estar num impasse, também não gostam disso. Mas eu penso que isto representa uma grande oportunidade para o resto da União Europeia”.