Última hora

Última hora

Manifestações contra a violência doméstica em várias cidades do mundo

Milhares de pessoas denunciaram em várias cidades do mundo os crimes de violência que atingem as mulheres

Em leitura:

Manifestações contra a violência doméstica em várias cidades do mundo

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas saíram à rua em Paris, Roma, Genebra, Istambul e muitas outras cidades de vários países, para assinalar, este sábado, o Dia internacional contra a Violência Doméstica.

Na Itália, onde nos 10 primeiros meses deste ano foram já registados 114 assassinatos de mulheres, foram organizados vários eventos que visam alertar para estes crimes. No Parlamento italiano teve lugar uma sessão especial na qual participaram mais de 1,4 mil mulheres.

A presidente da Câmara dos Deputados, Laura Boldrini, lembrou que, na Itália, é morta uma mulher a cada dois dias e meio.

“É fundamental combater as raízes da violência, através da educação e desde uma idade jovem, ensinar as crianças sobre a igualdade de género, o respeito pelas mulheres e pela liberdade das mulheres. As mulheres devem poder dizer ‘não’ e devem ser respeitadas por isso”, disse Boldrini.

Em Paris desfilaram cerca de 2 mil pessoas. Num discurso no Palácio do Eliseu, o presidente Emmanuel Macron pediu um minuto de silêncio em memória das 123 mulheres assassinadas pelos seus companheiros em 2016 e sublinhou a necessidade de legislação que combata o assédio nas redes sociais e a promoção da violência nos jogos de vídeo e através da pornografia.

Em Istambul, uma marcha de protesto contra a violência doméstica, inicialmente proíbida, reuniu cerca de mil manifestantes.

Em Lisboa, foram recordadas as 18 mulheres que morreram este ano em Portugal vítimas de violência, enquanto em Luanda cerca de três centenas de pessoas assinalaram esta data, lembrando que no ano passado foram registados em Angola 62 mil casos de agressão contra mulheres.

De acordo com dados de 2015 da Organização das Nações Unidas, 35% das mulheres em todo o mundo foram alvo de violência doméstica ou sexual em algum momento das suas vidas.