Última hora

Última hora

Merkel não quer novas eleições

A chanceler alemã aposta num compromisso com os sociais-democratas para evitar novas eleições

Em leitura:

Merkel não quer novas eleições

Tamanho do texto Aa Aa

A chanceler Angela Merkel está apostada em evitar novas eleições gerais na Alemanha. Numa reunião com membros do partido democrata-cristão, no sábado, Merkel manifestou a vontade de aproveitar a abertura do SPD a negociações, na esperança de constituir um governo de coligação com os sociais-democratas.

Ambos os partidos receiam que um novo ato eleitoral possa resultar no fortalecimento da extrema-direita, conscientes de que a Alternativa para a Alemanha conseguiu, em setembro, conquistar uma representação no parlamento.

“As pessoas votaram. E se não podemos fazer nada com esse resultado, não penso muito em pedir-lhes para votar novamente. Essa não é nossa decisão de qualquer maneira, cabe ao presidente alemão decidir o que fazer”, disse Merkel, acrescentando que é desejável encontrar rapidamente um governo, pois “a Europa precisa de uma Alemanha forte”.

Depois de reuniões com o presidente Frank-Walter Steinmeier, que está empenhado em desbloquear o impasse político, o Partido Social-Democrata de Martin Schulz passou a aceitar a perspetiva de um regresso à “grande coligação” com a CDU que liderou os destinos da Alemanha durante os últimos quatro anos.

Merkel já governou em coligação com o SPD entre 2005 e 2009 e entre 2013 e 2017.