Última hora

Última hora

Antigo comandante morre após ingestão de veneno no TPIJ

Em leitura:

Antigo comandante morre após ingestão de veneno no TPIJ

Tamanho do texto Aa Aa

O antigo comandante das forças croatas da Bósnia, que terá ingerido veneno durante uma audiência do Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia, acabou por falecer num hospital de Haia.

Em plena leitura de veredito, Slobodan Praljak declarou não ser "um criminoso", passando ao ato. Tinha acabado de ver confirmada uma pena de 20 anos de prisão. É uma reviravolta insólita neste julgamento de seis antigos responsáveis políticos e dirigentes militares croatas da Bósnia, acusados de crimes de guerra e contra a Humanidade durante o conflito entre 1992 e 95. Concretamente, estes homens são apontados como os instigadores de uma série de atrocidades contra a população muçulmana. Entre eles encontra-se Jadranko Prlic, o ex-líder dos croatas da Bósnia, para quem foi solicitada uma pena de 40 anos de reclusão.

Após alguns momentos de confusão, ouve-se alguém traduzir as palavras de Praljak e, em seguida, a sua advogada afirma em voz alta que este terá tomado veneno.

A audiência foi suspensa. A sala do tribunal foi isolada e é agora palco de um inquérito por parte da polícia holandesa.