Última hora

Última hora

Estados Unidos reforçam ameaça à Coreia do Norte

"Se a guerra chegar o regime da Coreia do Norte vai ser completamente destruído”.

Em leitura:

Estados Unidos reforçam ameaça à Coreia do Norte

Tamanho do texto Aa Aa

Depois da Coreia do Norte testar um novo míssil, o Conselho de Segurança das Nações Unidas reuniu de emergência.

No encontro, a embaixadora dos Estados Unidos na ONU reforçou os avisos ao regime de Pyongyang.

“Nunca procurámos a guerra com a Coreia do Norte e, mesmo agora, não procuramos. Se a guerra chegar será por causa dos atos contínuos de agressão como aquele que testemunhámos ontem. E se a guerra chegar não tenham dúvidas, o regime da Coreia do Norte vai ser completamente destruído”.

O Conselho de Segurança da ONU está disposto a aumentar a pressão sobre a Coreia do Norte e vários membros do conselho devem pedir novas sanções. O embaixador da Rússia na ONU pediu bom senso e ponderação.

“Pedimos mais uma vez à Coreia do Norte para parar os testes nucleares e com mísseis. Pedimos aos Estados Unidos e à Coreia do Sul para conterem as manobras militares imprevistas e de larga escala, que vão começar no início de dezembro. Vão apenas inflamar uma situação que já é explosiva.

A televisão norte-coreana anunciou que o míssil, lançado esta terça-feira, é um novo modelo de um míssil balístico intercontinental capaz de alcançar “todo o território dos estados unidos ".