Última hora

Última hora

Taxistas espanhóis aderem massivamente a greve de 24 horas

Segundo o El País, a Federação Espanhola de Táxis anunciou que, na capital, a paralisação teve uma adesão de 100%.

Em leitura:

Taxistas espanhóis aderem massivamente a greve de 24 horas

Tamanho do texto Aa Aa

Os que não sabiam o que estava a acontecer, poucas hipóteses tiveram de passar ao lado desta manifestação de milhares de taxistas em Madrid. Foi uma das mobilizações mais ilustrativas da greve de 24 horas convocada para toda a Espanha, em protesto contra a concorrência dos novos serviços de transporte de passageiros.

"A lei diz que só pode haver 1 Uber ou Cabify por cada 30 táxis. Mas a lei não está a ser implementada", dizia um dos manifestantes.

Outro salientava o seguinte: "É simples: estou farto de ter de passar horas na rua a lutar para no final ver o meu trabalho e o pão dos meus filhos serem-me tirados. A casa da minha mãe está hipotecada. Tenho o salário da minha mulher, mas se o táxi não der, isto descamba tudo".

Segundo o jornal El País, a Federação Espanhola de Táxis, que reagrupa 70% de todos os motoristas registados no país, anunciou que, na capital, a paralisação teve uma adesão de 100%.