Última hora

Última hora

Grêmio faz história na Argentina e é tri na Libertadores

Em leitura:

Grêmio faz história na Argentina e é tri na Libertadores

Grêmio
Tamanho do texto Aa Aa

O Grêmio de Porto Alegre levantou a Copa Libertadores pela terceira vez na sua história depois de ir a Buenos Aires derrotar o Lanús por 2-1 no encontro da segunda mão da final.

O clube gaúcho já trazia uma vantagem de 1-0 do primeiro jogo mas a tarefa estava longe de ser fácil, afinal de contas o único clube brasileiro a vencer a competição em solo argentino tinha sido o Santos de Pelé. O triunfo começou a ser escrito por Fernandinho, que aproveitou da melhor forma um erro defensivo da equipa da casa aos 27 minutos.

A três minutos do descanso, o craque Luan fez o que quis da defesa argentina e finalizou com classe. 2-0 para o Grêmio, o vencedor estava encontrado.

O Lanús ainda reduziu da marca de grande penalidade. José Sand não perdoou da marca dos onze metros e conseguiu a fraca consolação de se ter sagrado como o melhor marcador da competição com nove golos apontados.

No entanto a noite era do Grêmio, que mesmo reduzido a dez, depois de Ramiro ter sido expulso aos 83 minutos, aguentou o resultado até final e repetiu os triunfos de 1983 e 1995 na Libertadores.

A festa prolongou-se pela noite fora e aumentou ainda mais a lenda de Renato Gaúcho no Grêmio. Ídolo máximo enquanto jogador do tricolor, tornou-se agora no primeiro brasileiro a levantar o troféu enquanto futebolista e enquanto treinador.