Última hora

Última hora

Um dueto excecional: Rolando Villazón e Ildar Abdrazakov

Em leitura:

Um dueto excecional: Rolando Villazón e Ildar Abdrazakov

Tamanho do texto Aa Aa

O duo começou uma digressão europeia com um espetáculo no Smetana Hall, em Praga.

Os duetos com ambas vozes masculinas são algo raro. Mas é o que acontece com o tenor franco-mexicano Rolando Villazón e o baixo russo Ildar Abdrazakov.

O duo começou uma uma digressão no Smetana Hall, em Praga. Cantaram algumas das mais conhecidas árias e duetos, incluindo peças de Mefistofele, de Arrigo Boito. A acompanhá-los, a Orquestra Filarmónica de Janáček.

A Euronews foi até à capital checa e falou com os cantores.

“Não é um repertorio que tenhamos conseguir preparar facilmente,” explicou Villazón. “Porque são estes duetos para baixo e tenor. São vozes muito intensas, mas é verdade que se estabelece uma ligação e uma harmonia. Pessoalmente, é muito confortável cantar estes duetos, embora não haja muitos”.


Villazón e Abdrazakov conheceram-se em 2019. Cantaram juntos no Metropolitan Museum of Art, o MET, na cidade de Nova Iorque e, segundo o que disseram à Euronews, imediatamente se identificaram um com o outro.

O programa inclui peças relacionadas com a cultura dos dois cantores. A tradicional russa Oči černé, (Olhos Escuros) e a conhecidíssima mexicana Granada. Mexicana, mas escolhida por Abdrazakov.

O duo estará presente em Munique, dia três de dezembro, em Paris, dia nove de dezembro e em Viena, dia 12 de dezembro.