Última hora

Última hora

Militares fazem cerco a favela

Em leitura:

Militares fazem cerco a favela

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de militares brasileiros, dos vários ramos das Forças Armadas, patrulharam os principais acessos à Vila Joaniza, na favela do Barbante, enquanto a Polícia Federal procurava o traficante Wagner Barreto de Alencar, e elementos do grupo que destruiu, no último sábado, o Posto Comunitário da Polícia Militar, desta vila, em represália pela proibição de uma festa na comunidade. O traficante não foi encontrado.

Também quinta-feira, decorreu a operação "Dark of the City", na área metropolitana do Rio de Janeiro. Que resultou de uma investigação, que durou mais de dois anos, que tinha o objetivo de descobrir relações criminosas entre polícias militares e traficantes.

As suspeitas surgiram após a detenção de um traficante, em 2014. As autoridades, entre elas o Ministério Público do Rio de Janeiro, descobriram que estes polícias recebiam sobornos de forma a facilitar o tráfico e vendiam armas apreendidas, em operações noutras comunidades.