Última hora

Última hora

Síria destrói mísseis num ataque alegadamente de Israel

Em leitura:

Síria destrói mísseis num ataque alegadamente de Israel

Tamanho do texto Aa Aa

A defesa aérea do exército sírio intercetou e destruiu este sábado, pelo menos, dois mísseis israelitas que visavam "uma posição militar" na Síria, divulgou a agência de notícias oficial Sana.

"O inimigo israelita disparou às 00:30 hora local (22:30 horas de sexta-feira em Lisboa) vários mísseis terra-a-terra em direção a uma posição militar na província de Damasco", informou hoje a agência Sana.

O ataque causou "danos materiais", acrescentou a agência de notícias, que não mencionou a existência de vítimas.

"As defesas aéreas do exército sírio foram capazes de lidar com a agressão, (...) destruindo dois dos mísseis", referiu a Sana.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH) informou que os mísseis israelitas visavam "posições do regime sírio e dos seus aliados" no sudoeste de Damasco e que as poderosas explosões foram ouvidas até na capital.

De acordo com o OSDH, os mísseis foram abatidos perto da região de Keswé, ao sul de Damasco.

"Um depósito de armas foi destruído", disse o diretor da OSDH, Rami Abdel Rahman.

Questionado pela agência de notícias francesa AFP, o porta-voz do exército israelita recusou-se a fazer qualquer comentário.

Desde o início da guerra na Síria, em 2011, Israel tem seguido com a maior atenção a evolução da situação no país vizinho.

Israel sempre teve o cuidado de não ser atraído para o conflito, mas pontualmente ataca posições do regime sírio ou comboios de armas para o grupo extremista Hezbollah, de acordo com os seus interesses.

Israel e a Síria estiveram oficialmente em estado de guerra há décadas. As relações estão tensas porque o regime sírio é apoiado pelo Hezbollah, mas também pelo Irão.

Texto: Agência Lusa
Edição: Francisco Marques