Última hora

Última hora

Extradição de Puigdemont intromete-se na campanha na Catalunha

A decisão sobre o pedido de extradição de Carles Puigdemont e dos quatro ex-conselheiros do governo regional só será conhecida no dia 14, a uma semana da realização das eleições catalãs.

Em leitura:

Extradição de Puigdemont intromete-se na campanha na Catalunha

Tamanho do texto Aa Aa

A justiça belga vai anunciar no próximo dia 14 o seu veredito sobre o processo de extradição de Carles Puigdemont e quatro ex-conselheiros catalães para Espanha.

Os cinco políticos compareceram esta segunda-feira num tribunal em Bruxelas, onde ouviram novamente dos procuradores as exigências de extradição.

Como resposta, a defesa aposta em duas estratégias: a falta de equivalência jurídica entre o mandado de detenção europeu e o código penal belga e a falta de garantias de um julgamento justo em Espanha.

"No caso de a extradição ser realizada não há garantias suficientes de que possam ter em Espanha um julgamento justo, com todas as garantias exigidas pelo direito internacional e que são exigidas pelas normas europeias aplicáveis a esse respeito", afirmou Luis Alonso-Cuevillas, advogado do presidente destituído do governo catalão.

O processo judicial entra assim em plena campanha eleitoral para as eleições regionais de 21 de dezembro na Catalunha. Entretanto, foram também conhecidas algumas sondagens em Espanha que dão conta da possível perda de maioria dos independentistas catalães no parlamento regional.

Depois de já ter recebido a visita de dezenas de candidatos da lista Juntos pela Catalunha em solo belga, Puigdemont vai continuar a campanha à distância e esta quinta-feira deve comparecer numa manifestação independentista catalã em Bruxelas, organizada pelas associações cívicas separatistas Assembleia Nacional Catalã e Òmnium Cultural.

O ex-presidente do Governo regional da Catalunha tem feito intervenções em direto por vídeo-conferência em diversos atos da campanha pré-eleitoral do movimento ‘Juntos pela Catalunha’, de que é cabeça de lista, para as eleições regionais de 21 de dezembro, cuja campanha oficial começa às 00:00 de terça-feira (menos uma hora em Lisboa).