Última hora

Última hora

Retomada a contagem dos votos nas Honduras em clima de grande tensão

Milhares de pessoas protestaram nas Honduras, no dia em que o tribunal eleitoral retomou a contagem dos votos da eleição presidencial. O candidato da oposição fala de fraude. O presidente pede calma aos hondurenhos enquanto aguardam pelo resultado oficial.

Em leitura:

Retomada a contagem dos votos nas Honduras em clima de grande tensão

Tamanho do texto Aa Aa

Em Tegucigalpa, nas Honduras, milhares de pessoas sairam à rua, este domingo, em apoio ao candidato da eleição presidencial e estrela da televisão, Salvador Nasrallah, no dia em que o tribunal supremo eleitoral retomou a contagem dos votos da eleição ocorrida há uma semana.

Nasrallah fala de fraude e os representantes da sua candidatura recusaram-se a participar no escrutínio dos votos:

"Está aqui o presidente eleito. Aquele que o povo quer. O povo elegeu, o povo decidiu. Ninguém pode calar o povo", gritava, no meio da multidão.

  • O que dizem os media internacionais? Perguntam os jornalistas.

  • “Dizem que não entendem porque é que o tribunal eleitoral não aceita recontar os votos das 5272 assembleias que o Partido Nacional não quer recontar, porque já os contabilizou, porque há fraude”, afirma.

O outro candidato, o atual presidente, Juan Orlando Hernandez, declarou-se vencedor e pede calma aos hondurenhos enquanto esperam pelo resultado oficial.

O candidato da esquerda, Salvador Nasrallah, levava cerca de 5% de vantagem quando a contagem dos votos foi interrompida na segunda-feira passada.

O país está a viver dias de forte tensão. O governo decretou o estado de emergência por dez dias e impôs um recolher obrigatório, após os confrontos entre apoiantes de Nasrallah e a polícia, que levaram à morte de uma jovem de 19 anos.