Última hora

Última hora

Revista Time escolhe Movimento #MeToo como personalidade do ano

O movimento #MeToo criado na sequência dos escândalos de assédio sexual, nos EUA, ligados a nomes importantes do panorama da Sétima Arte e comunicação, é a personalidade do ano para a revista Time.

Em leitura:

Revista Time escolhe Movimento #MeToo como personalidade do ano

Tamanho do texto Aa Aa

O movimento #MeToo foi considerado personalidade do ano pela revista Time. Na capa cinco rostos, Ashley Judd, Susan Fowler, Adama Iwu, Taylor Swift e Isabel Pascual, que representam muitos outros que tiveram a "coragem" de partilhar, nas redes sociais, histórias pessoais de assédio sexual, nos EUA. E foi por isso mesmo que a revista Time, lhes deu um espaço de destaque.

Milhares de casos de assédio sexual e violação, em várias áreas da sociedade e por todo o mundo, foram divulgados através deste movimento. Ashley Judd foi uma das primeiras a quebrar o silêncio, ao revelar ter sido assediada pelo produtor Harvey Weinstein, em 1997.

A partir daí, o hashtag #MeToo começava a aparecer em murais de celebridades, mas também de anónimos, homens e mulheres, que até ali se tinham mantido como vítimas silenciosas.

Kevin Spacey e tantos outros acabariam acusados de ações que não se esperaria saíssem do grande ecrã.

O movimento #MeToo foi lançado a 15 de outubro por Alyssa Milano. Em 24 horas, era seguido por quase cinco milhões de pessoas e tinha desencadeado 12 milhões de publicações.