Última hora

Última hora

Russos acusam COI de ter agenda política

Em leitura:

Russos acusam COI de ter agenda política

Russos acusam COI de ter agenda política
Tamanho do texto Aa Aa

Nunca antes tinha um país sido impedido de participar nos Jogos Olímpicos devido ao doping e as autoridades russas admitem que o problema é real mas que está a ser feita uma tempestade num copo de água. Vladimir Putin e Dmitri Medvedev há muito acusam o Comité Olímpico Internacional de ter uma agenda política e o parlamento russo afina pelo mesmo diapasão.

Para o deputado Michail Degtyaryov é "evidente" que "a decisão foi tomada para influenciar a sociedade russa" e que o objetivo era simplesmente "descredibilizar o governo"

Já Valery Gazzaev, que chegou à política depois de uma carreira de sucesso no futebol, prefere focar-se no aspeto desportivo:

"A Rússia tem uma grande história e tradição no desporto, somos uma potência desportiva. Mesmo que alguns atletas sejam apanhados com doping, a Rússia deveria estar presente nos Jogos com outros atletas."

A decisão do COI de suspender com efeitos imediatos o Comité Olímpico Russo caiu como uma bomba no país e não falta quem exija um boicote aos Jogos Olímpicos de PyeongChang. Ainda assim, o Kremlin preferiu jogar pelo seguro e anunciou que não tomará nenhuma decisão a quente.