Última hora

Última hora

Russos acusam COI de ter agenda política

Para o deputado Michail Degtyaryov a decisão do Comité Olímpico Internacional teve motivações políticas

Em leitura:

Russos acusam COI de ter agenda política

Tamanho do texto Aa Aa

Nunca antes tinha um país sido impedido de participar nos Jogos Olímpicos devido ao doping e as autoridades russas admitem que o problema é real mas que está a ser feita uma tempestade num copo de água. Vladimir Putin e Dmitri Medvedev há muito acusam o Comité Olímpico Internacional de ter uma agenda política e o parlamento russo afina pelo mesmo diapasão.

Para o deputado Michail Degtyaryov é "evidente" que "a decisão foi tomada para influenciar a sociedade russa" e que o objetivo era simplesmente "descredibilizar o governo"

Já Valery Gazzaev, que chegou à política depois de uma carreira de sucesso no futebol, prefere focar-se no aspeto desportivo:

"A Rússia tem uma grande história e tradição no desporto, somos uma potência desportiva. Mesmo que alguns atletas sejam apanhados com doping, a Rússia deveria estar presente nos Jogos com outros atletas."

A decisão do COI de suspender com efeitos imediatos o Comité Olímpico Russo caiu como uma bomba no país e não falta quem exija um boicote aos Jogos Olímpicos de PyeongChang. Ainda assim, o Kremlin preferiu jogar pelo seguro e anunciou que não tomará nenhuma decisão a quente.