Última hora

Última hora

A longa viagem do Sporting e o osso duro de roer do Sp. Braga

Em leitura:

A longa viagem do Sporting e o osso duro de roer do Sp. Braga

A longa viagem do Sporting e o osso duro de roer do Sp. Braga
Tamanho do texto Aa Aa

O caminho do Sporting rumo aos oitavos-de-final da Liga Europa adivinha-se longo. Literalmente. A equipa leonina irá defrontar o Astana, do Cazaquistão, naquela que é a maior deslocação no futebol europeu. De acordo com o site da UEFA são 6,173km a separar as duas cidades e garantem ao Sporting um lugar no livro de recordes da competição... ao lado do Benfica. A equipa encarnada foi a primeira a efetuar a longa viagem quando defrontou o Astana na edição de 2015/16 da Liga dos Campeões.

Apesar da desvantagem de jogar no frio de Astana em pleno mês de fevereiro, a equipa portuguesa tem de se assumir como favorita, ou não tivesse dado água pela barba aos gigantes Barcelona e Juventus na Liga dos Campeões,

Diferente é o caso do Sporting de Braga. A equipa arsenalista tem uma deslocação bem mais curta, até Marselha, mas os franceses são um osso bem mais duro de roer. Sofreram apenas uma derrota nos últimos 14 jogos e partilham a segunda posição da Liga francesa com Lyon e Mónaco.

Difícil, mas não impossível. Afinal de contas, a tal única derrota nos últimos 14 jogos aconteceu em Guimarães.

Nos restantes jogos, destaque para o duelo entre Borussia Dortmund, equipa proveniente da Liga dos Campeões depois de uma campanha desapontante, e os italianos do Atalanta, que arrasaram na fase de grupos.

Já o Lyon sonha em jogar a final da competição no seu próprio estádio, dia 16 de maio, mas não terá tarefa nada fácil frente aos espanhóis do Villarreal.