Última hora

Última hora

Fumo branco sobre capturas e quotas de pesca para 2018

Em leitura:

Fumo branco sobre capturas e quotas de pesca para 2018

Fumo branco sobre capturas e quotas de pesca para 2018
Tamanho do texto Aa Aa

Foram precisas mais de 20 horas, mas acabou por haver fumo branco na madrugada desta quarta-feira.

Em Bruxelas, os ministros das Pescas da União Europeia alcançaram um acordo sobre os totais admissíveis de capturas e quotas para o próximo ano.

A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, já se mostrou satisfeita com veredicto da maratona negocial, mas na prática, em Portugal, a captura de pescada terá uma quebra de 12%, metade da de carapau.

Para o território nacional, a quota mantém-se inalterada no caso do biqueirão, mas também para solhas, julianas, linguados e tamboris.

Os tetos para a pesca de raias sobem 15%, para os lagostins 13% e para areeiros 19%. Em relação à sardinha, quer Portugal quer Espanha conseguiram afastar uma possível proibição da pesca da espécie antes dos Estados-membros acertarem agulhas.