Última hora

Última hora

Isaías Samakuva mantém-se à frente da UNITA até 2019

Em leitura:

Isaías Samakuva mantém-se à frente da UNITA até 2019

Isaías Samakuva mantém-se à frente da UNITA até 2019
Tamanho do texto Aa Aa

O líder da UNITA, que manifestou o desejo de deixar a liderança do maior partido da oposição angolana, vai continuar o mandato até 2019, revelou o principal partido da oposição em Agola no final do terceiro e último dia da reunião da Comissão Política, que decorreu nos intervalos do Congresso realizado em Luanda entre quinta-feira e sábado.

Em comunicado colocado na página oficial, a UNITA reveliu ter sido aprovada com 169 votos (86,22 por cento) o cumprimento do mandato por Isaías Samakuva. A proposta teve 24 votos contra (12,24 %) e quatro votos nulos.

"Fica assim resolvida a perturbação gerada no seio da organização pela declaração feita pelo Presidente Isaías Samakuva, no dia 17 de Setembro de 2017, na IV reunião do Comité Permanente, em que reafirmava a sua vontade de deixar o cadeirão máximo e servir a UNITA numa outra posição", lê-se no comunicado da UNITA.

O líder do partido terá reiterado a posição durante a reunião, no entanto a maioria dos membros da Comissão Política deliberou ser "do interesse" da UNITA o cumprimento do mandato conferido a Samakuva pelos delegados do XII Congresso Ordinário do partido.

"O acto de votação foi conduzido por uma Comissão Eleitoral idónea composta pelos históricos e influentes membros da UNITA, Dr Jaka Jamba, Eng. Ernesto Mulato e Alcides Sakala", conclui o comunicado do partido.

Isaías Samakuva foi eleito presidente do partido em 2003, na sequência da morte em combate, no ano anterior, do líder e fundador da UNITA, Jonas Savimbi, o que levou ao fim da guerra civil de quase 30 anos em Angola