Última hora

Última hora

"Cultivo de canábis devia ser legalizado na Cidade do México"

Em leitura:

"Cultivo de canábis devia ser legalizado na Cidade do México"

Tamanho do texto Aa Aa

Os moradores da Cidade do México devem poder plantar canábis para uso pessoal. Esta é uma das propostas de Salomon Chertorivski, que pretende a ser o candidato do Partido da Revolução Democrática nas próximas eleições autárquicas, em junho.

Chertorivski defende que esta é uma questão de saúde pública e não criminal e acredita que a capital mexicana deve enveredar por uma política de "passo-a-passo" ao contrário de seguir o exemplo de Portugal que descriminalizou o consumo de drogas em 2001.

O antigo ministro da Saúde defende que a cidade, uma das maiores do mundo, tal como em outros temas fraturantes, deve liderar a campanha para terminar com a proibição numa das nações mais afetadas pela violência do narcotráfico.

"Muitas das políticas de liberdades começaram na cidade e daqui estenderam-se ao país. Estou certo de que esta discussão terá a mesma sorte", acredita Chertorivski.

Caso seja aprovada, proposta colocaria a Cidade do México em linha com a tendência global para legalizar o uso de canábis. Exemplo disso, o estado norte-americano da Califórnia que desde o início do ano legalizou o uso da droga para efeitos recreativos.

O México tem vindo a suavizar, nos últimos anos, as leis contra estupefacientes, descriminalizando a posse de pequenas quantidades de várias drogas.