Última hora

Última hora

Aumenta o escândalo do leite de bebé contaminado à venda em França

Depois do Leclerc, também os grupos Auchan, Carrefour e Système U reconheceram terem comercializado produtos Lactalis cuja venda estava interdita, desde 21 de dezembro, devido à contaminação por salmonela.

Em leitura:

Aumenta o escândalo do leite de bebé contaminado à venda em França

Tamanho do texto Aa Aa

O escândalo do leite de bebé contaminado, à venda em França, não pára de aumentar.

Depois do Leclerc, na terça-feira, na quarta-feira foram os grupos Auchan, Carrefour e Système U que reconheceram terem comercializado produtos Lactalis cuja venda estava interdita, desde 21 de dezembro, devido à contaminação por salmonela.

Os grandes distribuidores pediram desculpa aos clientes por terem vendido produtos para bebé cuja venda estava proibida, entre eles caixas de leite em pó e papas à base de cereais.

Por seu lado, o organismo francês de Repressão de Fraudes indicou que está a realizar inspeções em toda a França para verificar se os produtos contaminados foram retirados das prateleiras e armazéns em toda a cadeia de distribuição, desde lojas até hospitais e farmácias.

A 9 de janeiro, os serviços de saúde pública de França identificaram 35 crianças contaminadas com a bactéria salmonela por consumo de leite ou alimentos para bebés da empresa Lactalis nos três dias anteriores ao início dos sintomas.