Última hora

Última hora

Tosca, de Giacomo Puccini, no Met de Nova Iorque

Em leitura:

Tosca, de Giacomo Puccini, no Met de Nova Iorque

Tamanho do texto Aa Aa

É o primeiro grande acontecimento da temporada no Metropolitan Opera House, em Nova Iorque. A soprano búlgara Sonya Yoncheva encarna, de forma sublime, Tosca, uma diva romana cujo destino se vê marcado pela tragédia.

“É um grande papel. Estou muito contente por desempenhá-lo, ainda que seja muito desafiante, tanto a prestação como o canto. É algo mesmo muito especial,” contou Sonya Yoncheva à Euronews.

“O segundo ato é realmente desafiante. É muito dramático e é preciso dar tudo por tudo. Preciso sempre de calcular o poder e a força da voz”, confessou à Euronews a soprano.

A estreia de “Tosca” teve lugar no Teatro Costanzi, em Roma, em janeiro de 1900.

A obra, de Giacomo Puccini, é uma opera inovadora, reflexo das mudanças políticas e sociais na Itália da Revolução Industrial.

Tosca é uma criação de uma viragem de século e as personagens da trama marcam um contraste entre tradição e modernidade. A história tem lugar cem anos antes, depois do fim da República Romana, quando a Rainha Maria Carolina se muda para Roma e pede ao Barão Scarpia para formar uma polícia secreta.

A personagem de Scarpia é interpretada pelo barítono sérvio Željko Lučić, que o conhece o papel, como explicou à Euronews:

“Sabemos bem que Scarpia é extremamente maldoso.Temos o hábito de ver os tenores e os sopranos como bons rapazes. E há sempre um pequeno barítono que tenta estragar tudo entre os dois. E é isso mesmo o que acontece nesta ópera”, disse o cantor sérvio.

“Todas as pessoas pensam que entre 60 e 70% do papel tem a ver com gritos. Mas não é isso. Ele é um homem seguro e muito sólido na obscuridade dele”, continuou.

Lučić contou também à Euronews que estava “muito satisfeito” com a produção de David McVicar para o Met de Nova Iorque:

“É uma produção muito inovadora, mas que eu considero muito clássica. Adoro o guarda-roupa e os cenários.”

A nova produção de Tosca, do Met de Nova Iorque, será difundida em direto dia vinte e sete de janeiro em vários cinemas de todo o mundo.

Para saber mais sobre a obra, pode consultar o resumo da ópera na página da RTP Antena 2, uma das rádios públicas do serviço português de rádio e televisão, a RTP.

Mais sobre musica