Última hora

Última hora

Bulgária tem de provar que leva a luta anticorrupção a sério

Em leitura:

Bulgária tem de provar que leva a luta anticorrupção a sério

Manifestação anti-corrupção em Sófia
© Copyright :
REUTERS/Stoyan Nenov
Tamanho do texto Aa Aa

Antigo membro do bloco comunista até 1989, a Bulgária fez um longo caminho para entrar na União Europeia em 2007, mas continua a ser um paraíso para a corrupção.

"É necessário continuar a reformar a administração pública e o sistema judicial"

Vanya Nusheva Transparência Internacional, Bulgária

Um fenónemo que trava o investimento estrangeiro e o acesso ao espaço europeu de livre circulação, criando grande exclusão social e ceticismo generalizado em relação ao sistema político.

Um jovem residente em Sófia (capital) disse à euronews que "os membros do governo têm, certamente, bons amigos na rede empresarial que lhes oferecem a oportunidade de ganhar bom dinheiro".

Estar à frente da sua primeira presidência da União Europeia dá à Bulgária uma oportunidade única para acelerar as reformas nesta área, com o apoio financeiro e técnico europeu.

"A União Europeia tem todas as possibilidades de nos aconselhar. Na verdade, já vieram juízes e investigadores de outros países para nos ajudar. Mas tudo deve ser feito de forma legal e consequente, sem criar demasiado alarme", disse o ex-senador, Simeon de Saxe-Coburg.

De acordo com a Transparência Internacional, uma organização não-governamental anticorrupção, há progressos na pequena corrupção - como no caso das luvas à polícia -, mas menos no chamado crime de "colarinho branco".

"O que é necessário é fazer uma reforma adequada, mantendo o curso reformista na administração pública e no sistema judicial. Essas são as principais áreas em que devemos concentrar os nossos esforços", explicou Vanya Nusheva, ativista búlgara desta organização.

A presidência semestral é um teste importante à credibilidade do governo, que aspira à entrado da Bulgária no espaço Schengen de livre circulação de pessoas, bens, serviços e capitais.