Última hora

Última hora

Hungria exige pedido de desculpas do primeiro-ministro romeno

Mihai Tudose disse que quem hastear bandeiras da região de Székely, de maioria húngara, será enforcado ao lado da bandeira.

Em leitura:

Hungria exige pedido de desculpas do primeiro-ministro romeno

Tamanho do texto Aa Aa

A Hungria fez questão de reagir publicamente às declarações do primeiro-ministro romeno, que disse esta quinta-feira que quem hastear bandeiras da região de Székely, de maioria húngara, será enforcado ao lado da bandeira. O embaixador romeno já foi chamado ao Ministério dos Negócios Estrangeiros de Budapeste, que considera as palavras do primeiro-ministro, Mihai Tudose, como uma ameaça física.

A Hungria exige agora um pedido de desculpas oficial por parte da Roménia. 

Segundo o ministro húngaro do comércio e dos negócios estrangeiros, é legítimo que os partidos romenos discutam a questão da autonomia em Székely, tal como se discute em várias zonas da Europa.

O correspondente da Euronews em Budapeste, Gábor Ács, conta que a presença da bandeira de Székely no edifício do parlamento húngaro, divide a opinião pública da Hungria. 

Muitos defendem que a bandeira devia estar em Székely e preferiam ver ali a bandeira da União Europeia.