Última hora

Última hora

Índia coloca 100º satélite em órbita

Foguetão indiano PSLV-C40 transportou 31 satélites de sete países, numa única missão

Em leitura:

Índia coloca 100º satélite em órbita

Tamanho do texto Aa Aa

Com os olhos postos na corrida ao mercado dos serviços espaciais de "baixo custo", a Índia lançou esta sexta-feira, com sucesso, 31 satélites num único foguetão. Uma missão que marcou também a colocação em órbita do centésimo satélite do país, destinado a melhorar a vigilância das fronteiras indianas.

Através do Twitter, o primeiro-ministro Narendra Modi felicitou toda a equipa da Organização Indiana para a Pesquisa Espacial e destacou o "futuro brilhante do programa espacial da Índia".

A bordo do foguetão PSLV-C40 viajaram, para além de três satélites indianos, outros "três microssatélites e 25 nanossatélites" dos Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, França, Finlândia e Coreia do Sul.

A Índia coloca satélites em órbita desde 1999 e faz parte do grupo exclusivo de países que dispõem de um sistema de navegação por satélite, à semelhança do GPS dos Estados Unidos e do GLONASS da Rússia. Conta também com um dos programas espaciais mais ativos do mundo, acumulando uma centena de missões desde a fundação, à cerca de meio século.

Em fevereiro de 2017, colocou em órbita, usando apenas um foguetão, um número recorde de 104 satélites de sete países. Uma nova conquista para a agência espacial indiana que, em 2014, colocou uma sonda na órbita de Marte.