Última hora

Última hora

Papa pede que se aceitem os migrantes e refugiados

Em leitura:

Papa pede que se aceitem os migrantes e refugiados

Tamanho do texto Aa Aa

Quando se celebra o 104º Dia Mundial dos Migrantes e dos Refugiados o Papa Francisco apelou a uma maior abertura face aos que fugiram de cenários complexos e procuram refazer a sua vida noutros países. Palavras proferidas durante a missa, celebrada na Basílica de São Pedro, em Roma, pelo Sumo Pontífice da Igreja Católica:

"Às vezes, as comunidades locais temem que os recém-chegados perturbem a ordem estabelecida, destruam aquilo que se trabalhou muito para construir. E os recém-chegados também têm medos: têm medo de confrontos, do julgamento, discriminação, fracasso. Os medos são legítimos, são baseados nas duvidas, são plenamente compreensíveis do ponto de vista humano. Ter dúvidas e medos não é um pecado. O pecado é permitir que esses medos determinem as nossas respostas, limitem as nossas escolhas, comprometendo o respeito e a generosidade", afirmou o Papa.

Francisco rodeou-se de cerca de 10 mil pessoas de diferentes países, etnias e credos.

Segunda-feira, o papa inicia uma viagem de oito dias ao Peru e Chile. Trata-se da 22ª deslocação ao estrangeiro.