Última hora

Última hora

Parlamento europeu debate propaganda russa

Em leitura:

Parlamento europeu debate propaganda russa

Tamanho do texto Aa Aa

A influência da propaganda russa, este um dos tópicos debatidos esta quarta-feira no parlamento europeu em Estrasburgo. O debate coincide com suspeitas e alegações de interferência russa no processo político europeu.

Point of view

"Temos que fazer mais para que os jornalistas possam trabalhar de forma independente".

Rebecca Harms Verdes, Alemanha

Para uma eurodeputada alemã, a solução passa por criar condições para um jornalismo independente.

Rebecca Harms, German mep, GREENS:

"Se queremos que as nossas sociedades resistam a estas campanhas de propaganda, então há que fortalecer os cidadãos nas nossas sociedade. Temos também que fazer mais para criar situações estáveis nos nossos setores de comunicação de forma a que os jornalista possam trabalhar de forma independente", afirma a eurodeputada alemã Rebecca Harms dos Verdes.

O debate no plenário incluiu a participação de um deputado do partido da independência britânico, UKIP, que rejeitou as alegações de propaganda russa.

Para David Coburn trata-se de uma questão de pluralidade.

"Estou mais preocupado com a propaganda da União Europeia do que com a desajeitada versão russa.
O canal RT deu voz ao UKIP numa altura em que a BBC nos ignorava. Por isso, talvez eles estejam a defender a liberdade, uma liberdade que vocês todos querem ver abafada. Por isso, graças a Deus que existem", afirmou no seu discurso.

Na segunda-feira passada teve lugar em Bruxelas o primeiro encontro de peritos europeus de alto nível que debateram formas de luta contra a desinformação.

Em dezembro, a chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, anunciou um pacote de mais de um milhão de euros destinados a enfrentar a ameaça das campanhas de notícias falsas.