Última hora

Última hora

Queda recorde do preço da bitcoin nos mercados asiáticos

Em leitura:

Queda recorde do preço da bitcoin nos mercados asiáticos

Tamanho do texto Aa Aa

O preço da bitcoin acumulou uma queda superior a 20% nas últimas 24 horas, nos principais mercados asiáticos.

De acordo com a página digital especializada Cryptocompare, a bitcoin vendia-se, quarta-feira, a um preço equivalente a 10,273 euros no Japão e ao equivalente a 10,327 euros na Coreia do Sul.

A mesma página aponta para quebras diárias superiores a 22% e 24% nos dois países, numa tendência que tem vindo acentua-se desde o início de janeiro.

Ethereum, a segunda criptomoeda em termos de capitalização, regista também quebras acumuladas superiores a 20%.

A ripple e a bitcoin cash perderam, no mesmo período, entre 10% a 15%.

O preço atual da bictoin encontra-se cerca de 40% abaixo dos valores máximos registados a meio de dezembro, quando chegou aos 15,500 euros.

Pequim e Seul preocupadas com uso de criptomoedas

Os analistas apontam para o temor a possível novas restrições relativamente ao uso da moeda da parte de países como a Coreia do Norte e a China.

A Coreia do Sul é um dos maiores mercados para a bitcoin e outras criptomoedas.

Esta semana. o ministro das Finanças da Coreia do Sul, Kim Dong-yeon, disse que o Governo tomará medidas para controlar o que definiu como "especulação irracional nos mercados locais".

A China poderia também tomar medidas. Pequim pensa impedir o uso de páginas digitais e de aplicações para telemóveis estrangeiras que permitam o acesso às chamadas moedas virtuais.

O Governo chinês poderia também colocar restrições às atividades dos sistemas informáticos responsáveis pela produção de bitcoin e da sua expansão no país.

No ano passado, Pequim decidiu fechar as casas de câmbio especializadas em moeda digital com sede na China.