Última hora

Última hora

Polícia investiga pista da epilepsia no atropelamento em Copacabana

Em leitura:

Polícia investiga pista da epilepsia no atropelamento em Copacabana

Tamanho do texto Aa Aa

A filha de Darlan e Maria Louise de Azevedo morreu atropelada no bairro carioca de Copacabana na quinta-feira.

A criança tinha oito meses. Os pais contaram que a menina tinha saído para passear, levada pela avó.

A Polícia Civil confimou que outras 15 pessoas ficaram feridas.

O condutor do veículo disse que sofreu um ataque de epilepsía e que perdeu o controlo do carro. A imprensa brasileira conta que tentou fugir, mas que depressa foi apanhado. 

A Polícia Civil investiga o caso. De acordo com declarações prestadas aos jornalistas, a possibilidade da ocorrência de um ataque epilético não foi rejeitada.

O carro terá subido um passeio quando várias pessoas se encontravam na zona. 

As temperaturas agradáveis das noites de verão no Rio de Janeiro convidam a estar na rua. 

A cena fez com que algumas pessoas temessem o pior. Logo a seguir ao acidente, houve quem falasse num ataque terrorista. 

Foi encontrada medicação para a epilepsía no interior do veiculo.