Última hora

Última hora

Mais de 30 mortos em dupla explosão em Bengasi

Em leitura:

Mais de 30 mortos em dupla explosão em Bengasi

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de 30 pessoas morreram num atentado com dois carros armadilhados, na cidade líbia de Bengasi.

As explosões trouxeram más recordações à segunda cidade mais importante do país norte-africano, palco de três anos de guerra, entre 2014 e o ano passado.

O atentado não foi reivindicado.

As autoridades dizem que o número de mortos pode ainda aumentar, já que, entre as dezenas de feridos, alguns encontram-se em estado grave.

A primeira explosão deu-se à porta de uma mesquita, na zona de al-Salmani, no momento em que os fiéis deixavam o templo, depois da oração.

Minutos depois, uma segunda bomba, mais potente, foi detonada, atingindo uma ambulância, e matando agentes de segurança, que acabavam de chegar ao local.

Houve vários ataques bombistas durante a última fase do conflito entre o chamado Exército Nacional Líbio, movimento liderado por Khalifa Haftar, e os grupos islamistas.

Uma frágil estabilidade

Em julho passado, o chamado Exército Nacional Líbio reclamou vitória sobre Benghazi e impôs um rigoroso controlo militar na cidade e em outras regiões do leste da Líbia.

A batalha de Benghazi foi parte do conflito que sucedeu à deposição de Mohammar al-Khaddafi do poder, em 2011, morto numa operação apoiada pela NATO/OTAN.

Desde 2014, a Líbia tem sido governada por Executivos rivais, cada um com as respetivas forças militares.

O Governo instalado no leste do país, próximo do chamado Exército Nacional Líbio, opõe-se ao Governo de Tripoli, que goza de reconhecimento internacional.