This content is not available in your region

Puigdemont pede "proteção" do presidente do Parlamento catalão

Access to the comments Comentários
De  Luis Guita
Puigdemont pede "proteção" do presidente do Parlamento catalão

Carles Puigdemont, ex-presidente do Governo da Catalunha (Generalitat), solicitou a "proteção" do presidente do Parlamento catalão, Roger Torrent, para garantir a imunidade parlamentar que estabelece que não pode ser detido, exceto no caso de "flagrante delito".

Numa carta dirigida a Torrent, Puigdemont indica que o Estado espanhol realiza "ações judiciais e governamentais destinadas a impedir o exercício" do seu mandato como deputado e, especificamente, para impedi-lo de participar na sua investidura como novo presidente da Generalitat, agendada para terça-feira.

De recordar que, em resposta ao recurso interposto sexta-feira pelo Governo espanhol, o Tribunal Constitucional de Espanha determinou que a investidura só é possível se for presencial. Além disso, é necessário que a Puigdemont tenha autorização judicial prévia.

Entretanto, os ex-conselheiros da Generalitat, Lluis Puig Gordi e Clara Ponsatí, eleitos deputados da Junts per Catalunya, apresentaram, esta segunda-feira, a renúncia de deputados para que a lista avance e sejam substituídos por Ferran Roquer e Sawla El Garbhi. A ex-ministra da Agricultura do ERC (Esquerda Republicana da Catalunha) Meritxell Serret tambem apresentou a sua renuncia.

Uma manobra que faz com que Junts per Catalunya e ERC consigam uma maioria absoluta de independentistas na Câmara.