Última hora

Última hora

Atenções viradas para afluentes do Sena

Em leitura:

Atenções viradas para afluentes do Sena

Tamanho do texto Aa Aa

As recentes inundações em Paris provocaram menos estragos do que as cheias em 2016. A garantia é dada pelo ministro da Economia, um dia depois de as águas do rio Sena terem atingido o nível máximo. No entanto, e para já o montante dos prejuízos ainda não é conhecido.

A descida das águas vai ser lenta e, de acordo com as autoridades francesas, pode demorar vários dias.

Em Paris, o pior parece já ter passado, mas nos arredores da capital francesa a subida do nível das águas dos afluentes do Sena continua a provocar dores de cabeça. Uma situação que os habitantes de Montesson, 18 quilómetros a oeste de Paris, acreditam que podia ter sido evitada.

"Os habitantes de Montesson não queriam aumentar o dique que estava a ser construído porque os impedia de ver o Sena. Agora, penso que estão cansados das inundações cada vez que a água sobe" refere Bernard M.

Aqui o nível das águas registou uma subida, ligeiramente, superior à de 2016. Os habitantes não escondem a inquietude já que o serviço de meteorologia prevê mais chuva para esta semana.