Última hora

Última hora

A provável nova casa de Puigdemont

Em leitura:

A provável nova casa de Puigdemont

Tamanho do texto Aa Aa

De acordo com os jornais belgas De Tijld e L'Echo, o independentista catalão Carles Puigdemont vai deixar Bruxelas e mudar-se para Waterloo, onde terá alugado uma casa com uma área de 550m², Ainda segundo a imprensa belga, esta passará a ser a habitação permanente do proposto presidente do governo da Catalunha, que continua à espera de poder ser empossado.

Mais mistério que certezas e na rua vazia o jornalista encontrou uma vizinha, por coincidência catalã, com uma bandeira espanhola na mão.

"Eu vim cá ver se ele está mesmo aqui. Vejo gente a entrar e sair, e é muito provável que ele esteja mesmo aqui. Devia era estar em Espanha, para enfrentar a Justiça espanhola", disse a vizinha.

O jornalista insistiu: "Na sua opinião, ele não devia estar aqui?"

"Não, ora essa, é um fugitivo, um cobarde, havia de voltar para espanha, para ser julgado", respondeu a vizinha, ainda mais indignada.

A decisão do político catalão de se mudar para Waterloo terá sido tomada pouco depois do adiamento da investidura e da revelação de mensagens enviadas a Toni Comín, um dos ex-ministros catalães que fugiram para a Bélgica, nas quais Puigdemont admitia que a luta pela independência chegou ao fim.

O L'Echo especula que Puigdemont se prepara para uma estadia mais prolongada, agora que o Constitucional espanhol deverá avaliar um recurso apresentado pelo parlamento regional à medida cautelar, que impede a investidura à distância do líder catalão, refugiado na Bélgica e com um mandado de captura em Espanha.