Última hora

Última hora

Polícia tenta perceber as motivações de Luca Traini

Em leitura:

Polícia tenta perceber as motivações de Luca Traini

Tamanho do texto Aa Aa

Este sábado, Luca Traini percorreu, no seu carro, as ruas de Macerata enquanto disparava contra imigrantes. 

O atirador, antigo candidato do partido de extrema-direita, Liga Norte, foi detido quase uma hora depois com a bandeira de Itália e a fazer a saudação nazi.

Marco Minniti, ministro do interior italiano, declarou que a motivação do ataque é "uma clara questão racial"

“Existe aqui um claro contexto de extrema-direita, com referências ao fascismo e ao nazismo."

A polícia italiana divulgou, neste domingo, imagens das buscas em casa da mãe de Luca Traini onde encontrou um livro de Hitler, bandeiras com a cruz celta e um manual de Mussolini. 

Traini foi acusado de massacre, racismo e porte ilegal de arma e está na prisão em regime de isolamento.

Paolo Gentiloni, primeiro-ministro italiano acredita na polícia e na justiça

“Confio no sentido de responsabilidade de todas as forças políticas. O Estado será particularmente duro com qualquer pessoa que queira alimentar uma espiral de violência.”

Este ataque provocou seis feridos. Um deles ficou em estado grave.