Última hora

Última hora

Polícia tenta perceber as motivações de Luca Traini

Em leitura:

Polícia tenta perceber as motivações de Luca Traini

Polícia tenta perceber as motivações de Luca Traini
Tamanho do texto Aa Aa

Este sábado, Luca Traini percorreu, no seu carro, as ruas de Macerata enquanto disparava contra imigrantes. 

O atirador, antigo candidato do partido de extrema-direita, Liga Norte, foi detido quase uma hora depois com a bandeira de Itália e a fazer a saudação nazi.

Marco Minniti, ministro do interior italiano, declarou que a motivação do ataque é "uma clara questão racial"

“Existe aqui um claro contexto de extrema-direita, com referências ao fascismo e ao nazismo."

A polícia italiana divulgou, neste domingo, imagens das buscas em casa da mãe de Luca Traini onde encontrou um livro de Hitler, bandeiras com a cruz celta e um manual de Mussolini. 

Traini foi acusado de massacre, racismo e porte ilegal de arma e está na prisão em regime de isolamento.

Paolo Gentiloni, primeiro-ministro italiano acredita na polícia e na justiça

“Confio no sentido de responsabilidade de todas as forças políticas. O Estado será particularmente duro com qualquer pessoa que queira alimentar uma espiral de violência.”

Este ataque provocou seis feridos. Um deles ficou em estado grave.