Última hora

Última hora

Acordo de coligação na Alemanha motiva bolsas europeias

Em leitura:

Acordo de coligação na Alemanha motiva bolsas europeias

© Copyright :
REUTERS/Brendan Mcdermid
Tamanho do texto Aa Aa

O principal índice da Bolsa portuguesa, o PSI20, fechou esta quarta-feira a ganhar 2,16 por cento, em linha com as principais praças europeias.

Dois dias após o chamado "banho de sangue de Wall Street", o acordo de coligação para formar Governo na Alemanha ajudou a recuperar o otimismo europeu e a bolsa de Frankfurt, por exemplo, fechou a valorizar 1,6 por cento.

A semana fica contudo marcada pela acentuada queda do Dow Jones em Wall Street logo no arranque e com estilhaços a fazerem-se sentir em algumas fortunas ainda na terça-feira.

Entre os mais atingidos, Warren Buffet. Arrastado pela Berkshire, detentora do banco Wells Fargo, que desvalorizou mais de nove por cento, Buffet perdeu 5,1 mil milhões de dólares.

Mark Zuckerberg, do Facebook, perdeu 3,6 mil milhões e Jeff Bezos, da Amazon e considerado atualmente a pessoa mais rica do mundo, viu esfumarem-se 3,3 mil milhões de dólares logo na segunda-feira.

Em Nova Iorque, a turbulência parece ter acalmado e os investidores recuperaram algum otimismo. O Dow Jones regressou ao verde esta quarta-feira, mas Wall Street mantinha-se a evoluir em banho-maria.