Última hora

Última hora

Musk: o visionário que quer pôr "Vida em Marte"

Lançamento do Falcon Heavy é apenas o mais recente sucesso de um multimilionário para quem o céu não é limite

Em leitura:

Musk: o visionário que quer pôr "Vida em Marte"

© Copyright :
REUTERS/Joe Skipper
Tamanho do texto Aa Aa

Foi ao som de "Life on Mars" - ou "Vida em Marte" -, um dos títulos mais emblemáticos de David Bowie, que Elon Musk enviou para o Espaço um dos seus Tesla Roadsters, a bordo do mais ambicioso dos seus foguetões.

Ao mesmo tempo que faz história, o Falcon Heavy consagra o sucesso do multimilionário de 46 anos, um visionário que tem como grande sonho a colonização do planeta vermelho.

Musk é um dos mais conhecidos membros da apelidada "Mafia PayPal", o mais famoso grupo de Silicon Valley que fundou, financiou e liderou algumas das maiores empresas tecnológicas do mundo.

Em 2002 lançou a Space Exploration Technologies - conhecida como SpaceX - com o objetivo declarado de reduzir os custos da exploração espacial.

Dois anos depois, fundava a Tesla Motors, outra história de sucesso.

Um sucesso que Musk fez questão de sublinhar, ao enviar a bordo do Falcon Heavy o mais emblemático desportivo elétrico da marca.

Num dos circuitos eletrónicos da viatura, uma mensagem para os extraterrestres: "Feito na Terra por humanos".

Printed on the circuit board of a car in deep space

Une publication partagée par Elon Musk (@elonmusk) le

O humor é uma constante no universo de Musk. Mais um exemplo: nos navios-drone concebidos para receber os foguetões reutilizáveis Falcon 9 podem ler-se mensagens como "Claro que continuo a amar-te" ou "Lê simplesmente as instruções".

O lançamento do Falcon Heavy foi também um grande evento nas redes sociais e o multimilionário partilhou os momentos cruciais com os seus quase 19 milhões de seguidores no Twitter. 

O presidente Donald Trump classificou o evento como uma demonstração do "engenho norte-americano", embora não convenha esquecer que, se os Estados Unidos deram a nacionalidade a Musk em 2002 era, até então, um cidadão canadiano nascido na África do Sul.

Uma das melhores "conversas" no Twitter foi com o rival, o patrão da Amazon e da Blue Origin (competidora da SpaceX). Jeff Besos desejou um lançamento de sucesso a Musk, que respondeu com um "emoji" a piscar o olho e a enviar um beijo.