Última hora

Última hora

Andrea Nahles prestes a ser a primeira mulher a liderar o SPD

Em leitura:

Andrea Nahles prestes a ser a primeira mulher a liderar o SPD

© Copyright :
REUTERS/Wolfgang Rattay
Tamanho do texto Aa Aa

Andrea Nahles está prestes a tornar-se na primeira mulher assumir a liderança do Partido Social-Democrata da Alemanha.

A antiga ministra do Trabalho foi eleita líder da bancada parlamentar do SPD, no congresso partidário de novembro, para encabeçar a oposição à "coligação Jamaica" no Bundestag.

Nahles é uma figura que gera consensos no seio dos Social-Democratas, deverá ser confirmada na liderança durante o congresso de 22 de abril em Wiesbaden. Até lá, o presidente da Câmara de Hamburgo, Olaf Scholz, ocupa a chefia do SPD interinamente.

Andrea Nahles é conhecida pelos discursos incisivos e mordazes.

Em janeiro, eclipsou Martin Schulz, num congresso do SPD em Bona, prometendo um combate apaixonado para negociar "até que o outro lado grite" e ajudando a garantir a estreita maioria que permite com que as negociações da coligação prossigam.

Com 47 anos, Nahles é aquilo a que se chama uma "política profissional". Ingressou no Partido Social-Democrata aos 18 anos, é formada em Literatura alemã, Filosofia e Ciência política pela Universidade de Bona, e assumiu a liderança da juventude do SPD.

Foi durante o seu mandato, como ministra do Trabalho, em 2014, que a Alemanha aprovou a introdução do salário mínimo nacional.