Última hora

Última hora

Atenas testa integração de migrantes a nível local

Em leitura:

Atenas testa integração de migrantes a nível local

Tamanho do texto Aa Aa

A Grécia dá os primeiros passos na transferência do controlo da integração de migrantes para as autoridades locais. Os presidentes das Câmaras de Tebas e Livadiá assinaram com o governo central e a Organização Internacional para as Migrações um acordo com vista à implementação do projeto Helios, diminutivo para Sistema de Integração Helénica.

O ministro grego do Interior, Ioannis Mouzalas, explica que "o governo é da opinião de que os assuntos de imigração, sobretudo integração, bem como as questões financeiras, devem ser transferidos para o nível local, dos municípios".

A primeira fase do projeto Helios consistirá em analizar os resultados dos métodos de integração de migrantes. Tebas e Livadiá foram escolhidas devido às infraestruturas particularmente desenvolvidas. Na "fase piloto", equipas com treino especial vão ensinar grego a crianças e adultos e tomar nota das qualificações dos migrantes para ajudá-los a tornar-se membros ativos da comunidade onde tentam inserir-se.

O secretário-geral para as políticas de imigração, Elias-Miltiadis Klapas, diz que "o que fazem é ajudar nos primeiros passos da integração, para que possam aceder ao mercado de trabalho tal como os gregos, com qualificações, para responder às exigências desse mercado".

O correspondente da euronews, Panos Kitsikopoulos, diz que "o projeto Helios está a juntar, de forma substancial, medidas que já foram implementadas, como a educação, alojamento e ajuda financeira, com novas ações a respeito da vida profissional e participação e laços sociais. A fase piloto vai durar seis meses, podendo prolongar-se por outros seis, se isso for necessário para assegurar o seu financiamento futuro".