Última hora

Última hora

Polémica sobre a escolha do próximo líder da Comissão Europeia

Em leitura:

Polémica sobre a escolha do próximo líder da Comissão Europeia

© Copyright :
REUTERS/Vincent Kessler
Tamanho do texto Aa Aa

Faltam 15 meses para as eleições europeias mas a polémica está instalada desde que o Parlamento Europeu ameaçou vetar qualquer candidato a presidente da Comissão Europeia que não tenha sido apresentado por um partido político europeu.

Point of view

"Para melhorar o processo, seria ótimo que houvesse primárias"

Petro Fassoulas Movimento Europeu Internacional

A Comissão Europeia apresentará a a sua posição sob o tema, quarta-feira.

"Penso que foi uma inovação muito bem-vinda terem sido apresentados candidatos de todos os partidos europeus para o cargo de Presidente da Comissão. Espero que isso continue", disse à euronews, Petro Fassoulas, secretário-geral do Movimento Europeu Internacional (organização federalista da sociedade civil).

"Para melhorar o processo, seria ótimo que houvesse congressos para as primárias: isto é, que cada partido europeu apresentasse um candidato após um processo de seleção aberto e transparente, assegurando que todos os participantes apoiam o candidato que, eventualmente, se tornará presidente da Comissão", acrescentou Fassoulas.

Nos bastidores das instituições europeias e na imprensa já se fala de alguns possíveis candidatos:

  • Centro-direita: Michel Barnier (francês, negociador principal do Brexit pela União Europeia)
  • Liberais: Marghrete Vestager (dinamarquesa, comissária europeia para a Concorrência)
  • Centro-esquerda: Pierre Moscovici (francês, comissário europeu para os Assuntos Económicos e Financeiros

O tema vai ser debatido pelos chefes de Estado e de governo na cimeira de 23 de fevereiro.

Uma grande parte dos Estados-membros está contra o conceito, incluindo Portugal, por considerarem que esta escolha é um prerrogativa do Conselho Europeu.