Última hora

Última hora

Caso Maëlys: investigadores dão por terminadas as buscas

Em leitura:

Caso Maëlys: investigadores dão por terminadas as buscas

Tamanho do texto Aa Aa

O desaparecimento da lusodescendente de 9 anos mobilizou a sociedade francesa ao longo de quase meio ano. Um dia depois do principal suspeito ter confessado o crime e de ter indicado o local onde escondeu corpo, a Procuradoria de Grenoble dá por terminadas as buscas.

Esta quinta-feira, investigadores revelaram ter recuperado a "quase a totalidade" dos restos mortais de Maëlys de Araújo, vista pela última vez numa festa de casamento, no final de agosto de 2017.

As circunstâncias em que tudo aconteceu continuam a ser uma incógnita, mas o Procurador responsável pelo caso lembrou na conferência de imprensa, desta quarta-feira, que os pais podem, finalmente fazer o luto.

"Esta noite, os pais de Maëlys deixam de estar na ignorância porque sabem que a filha morreu, que foi assassinada e soubemos, há poucos minutos, que os restos mortais da criança foram encontrados" referiu o Procurador de Grenoble, Jean-Yves Coquillat.

Nordahl Lelandais, o principal suspeito, confessou ter assassinado a menor "acidentalmente", mas escusou-se a dar mais detalhes sobre o que se passou na noite de 26 para 27 de agosto.

O ex-militar francês, de 34 anos, é suspeito num outro caso, o homicídio de um soldado que desapareceu em abril do ano passado.