Última hora

Última hora

Brexit, Rússia, EUA desafiam o papel europeu na defesa mundial

Em leitura:

Brexit, Rússia, EUA desafiam o papel europeu na defesa mundial

© Copyright :
REUTERS/Michaela Rehle
Tamanho do texto Aa Aa

Qual a estratégia europeia para se defender de ameaças externas e terá o continente a capacidade para enfrentar as divisões internas que a enfraquecem? Este é um dos debates na Conferência de Segurança de Munique, sexta-feira, e um das respostas será resolver a bem o problema da saída do Reino Unido da União Europeia.

Point of view

"Se nos impuserem outra Guerra Fria temos mais hipóteses de ganhar"

Sergey Karaganov Conselheiro do governo da Rússia

"Estamos abertos a uma parceria em matéria de segurança e defesa, mas é importante que os britânicos digam se teremos um acordo de livre comércio sobre o qual trabalharemos ou não. Estamos atentos à discussão em Londres sobre outras opções, tais como uma zona comum de livre comércio, mas queremos clareza", disse Michel Barnier, negociador-chefe do Brexit pela União Europeia.

Desafios internos que deixam a Rússia mais confiante, segundo disse à euronews Sergey Karaganov, um influente assessor do Presidente russo: "Se nos impuserem outra Guerra Fria temos muito mais hipóteses de ganhar do que a última vez, mas não queremos jogar esse jogo".

Outro desafio para os europeus é redesenhar a parceria transatlântica face ao pendor cada vez mais protecionista dos Estados Unidos.

"Um relatório preliminar dos organizadores enfatiza as tensões entre a NATO e a Rússia. Mas os representantes do governo norte-americano estão menos interessados em mostrar solidariedade com os aliados europeus do que em fazer novos contratos para as suas empresas", explica o enviado especial da euronews, Andrei Beketov.