Última hora

Última hora

Trump: "as guerras comerciais são boas e fáceis de ganhar"

Em leitura:

Trump: "as guerras comerciais são boas e fáceis de ganhar"

© Copyright :
REUTERS/Kevin Lamarque
Tamanho do texto Aa Aa

Está aberta a guerra comercial entre os Estados Unidos da América e a União Europeia, depois de Washington ter anunciado a imposição de taxas às importações de aço e alumínio para apoiar os produtores norte-americanos.

Donald Trump não está preocupado. Na rede social Twitter, o presidente escreveu que "as guerras comerciais são boas", argumentando que "quando um país está a perder milhares de milhões de dólares no comércio" com todos os outros, "as guerras comerciais são boas e fáceis de ganhar". Acrescenta, ainda, que quando os países "se armam em espertos, não negociamos mais, ganhamos em grande"!

A Comissão Europeia lamentou, já, a posição da Casa Branca e afirmou que a União Europeia não vai deixar de defender os seus interesses.

De acordo com o porta-voz da Comissão, Alexander Winterstein, o bloco europeu vai reagir de forma firme: "O protecionismo não pode ser a resposta para o nosso problema comum do setor siderúrgico. Esta ação só pode agravar as coisas. A União Europeia é há décadas um aliado, dos Estados Unidos. Não vamos cruzar os braços enquanto a nossa indústria é atingida por medidas injustas que colocam em risco milhares de postos de trabalho. Vamos reagir de forma consistente e proporcional para defender os nossos interesses".

Donald Trump anunciou, na quinta-feira, penalizações de 25% nas importações de aço e 10% nas importações de alumínio, taxas que, segundo diz, serão para manter durante um longo período de tempo.