Última hora

Última hora

Conceição quer "dragões" a honrar história do FC Porto em Liverpool

Em leitura:

Conceição quer "dragões" a honrar história do FC Porto em Liverpool

Tamanho do texto Aa Aa

O treinador do FC Porto quer a equipa a disputar a segunda mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões de futebol sem receio de sofrer mais golos.

"Temos de ser iguais a nós próprios. Acredito que não existe essa diferença toda como pareceu no primeiro jogo. Acho que não existe esse desnível", afirmou Sérgio Conceição, na conferência de imprensa de antevisão do jogo.

O técnico dos 'dragões' diz que a equipa é competitiva e que é importante ser "consistente" frente ao Liverpool, num jogo em que pretende que esta mantenha uma postura ofensiva, suportada por uma defesa sólida e concentrada.

"Não podemos entrar no jogo com receio de sofrer um golo, porque, senão, poderá ser pior a emenda do que o soneto", argumentou.

Conceição entende que "a equipa do Liverpool foi extremamente eficaz" e que os 'azuis e brancos' precisam de corrigir erros cometidos no primeiro jogo.

"Queremos amanhã [terça-feira] corrigir e, obviamente, fazer um jogo diferente", disse, embora reconheça que a desvantagem de cinco golos com que chega a Inglaterra torna a qualificação complicada.

Porém, refere que os jogadores vão jogar com motivação.

"Sabemos e somos realistas do resultado que houve no primeiro jogo, mas acho que não há motivação melhor do que: primeiro, ter este símbolo ao peito, envergar esta camisola e respeitar aquilo que é a história do FC Porto na Liga dos Campeões. Segundo, estamos numa montra fantástica. Terceiro, é o orgulho de cada jogador em dar uma imagem diferente daquela que demos na primeira mão", enumerou.

Analisando o desempenho da primeira mão, em 14 de fevereiro, disse que houve alguns elementos positivos, mas lamentou: "Houve erros que normalmente não cometemos e cometemos naquele jogo e, na Liga dos Campeões, os pequenos detalhes podem ser decisivos."

A ausência do maliano Marega implicará uma adaptação da estratégia defensiva, revelou, embora não tenha adiantado pormenores sobre os titulares que vai escolher.

Sem esconder que o objetivo principal desta época é ser campeão nacional, Sérgio Conceição quer mostrar em Liverpool o valor do FC Porto, que nesta competição eliminou o Mónaco, campeão francês, e o Leipzig, vice-campeão alemão.

"O FC Porto é uma equipa que pode ombrear com qualquer equipa da Europa", sublinhou.

O FC Porto seguiu hoje viagem para Liverpool com os futebolistas Luís Mata e Bruno Costa, da equipa B, entre os 20 convocados. Ficaram de fora, por lesão, Alex Telles, Danilo, Tiquinho Soares e Marega.

Liverpool respeita "dragões"

Em Liverpool há respeito pelo FC Porto e os "reds" estão conscientes de que a equipa portuguesa ainda pode surpreender, afirmou o médio James Milner.

"Temos um bom resultado, mas eles criaram oportunidades antes de nós marcarmos os golos. São uma boa equipa e as coisas correram-nos bem naquela noite, foi um desempenho fantástico", admitiu o vice-capitão dos 'reds'.

Silêncio por Davide Astori

Os jogos desta semana da Liga dos Campeões e da Liga Europa vão ser precedidos de um minuto de silêncio em memória do futebolista italiano Davide Astori, que faleceu subitamente no domingo, anunciou a UEFA. Com esta decisão do organismo, o Liverpool-FC Porto, dos oitavos de final da 'Champions', agendado para terça-feira, e o Sporting-Viktoria Plzen, dos oitavos de final da Liga Europa, marcado para quinta-feira, terão um minuto de silêncio antes do apito inicial. Davide Astori foi no domingo encontrado morto no quarto de hotel em que a sua equipa se encontrava em estágio, para um jogo em Udine, ao que tudo indica por causas naturais, na sequência de uma paragem cardiorrespiratória. Astori, nascido em San Giovanni Bianco, na província de Bérgamo, há 31 anos, atuava na Fiorentina desde 2015/2016, depois de passagens pelo AC Milan, clube em que se formou, Pergolettese, Cremonese, Cagliari e Roma. O funeral terá lugar na Basílica de Santa Cruz, em Florença, na quinta-feira. Entretanto, o procurador de Udine anunciou a abertura de um inquérito à morte de Astori, cuja autópsia deverá ser feita hoje. "Abrimos um inquérito judicial por homicídio involuntário, contra desconhecidos por agora", explicou o procurador Antonio de Nicolo, acrescentando à rádio RAI que se trata de um procedimento "obrigatório".

Porém, advertiu: "Nós fomos lá e marcámos cinco golos, não há nada que impeça que eles façam o mesmo".

Milner mostrou conhecimento sobre o desempenho dos "azuis e brancos", nomeadamente em relação às quatro vitórias nos últimos jogos e por muitos golos.

"Temos de ir atrás deles, porque se eu estivesse na equipa deles eu iria querer corrigir [o resultado]", acrescentou.

O médio lembrou que o FC Porto também teve oportunidades e fez boas jogadas no anterior jogo.

"Mas naquela noite fomos impiedosos, fomos clínicos, fizemos bons passes e finalizámos as oportunidades", justificou.

James Milner elogiou ainda o companheiro de equipa Mohamed Salah, que já marcou 24 golos esta época, e a importância que tem tido para o desempenho do Liverpool, que ocupa a segunda posição, com um ponto e um jogo a mais do que o Manchester United.

"Em certos jogos, ele consegue fazer os golos sozinho, mas nós precisamos de continuar a criar oportunidades para ele".

O FC Porto e o Liverpool defrontam-se a partir das 19:45 de terça-feira, no Estádio Anfield Road, em jogo que será arbitrado pelo alemão Felix Zwayer.

Os 'dragões' foram derrotados na primeira mão por 5-0, com um 'hat-trick' de Sadio Mané (25, 53 e 85) e golos de Salah (29) e Roberto Firmino (69).

PSG ainda acredita

O Paris Saint Germain está confiante numa reviravolta na receção ao Real Madrid.

Sem o lesionado Neymar (o brasileiro foi operado e não joga mais pelo PSG esta temporada), o treinador Unay Emery acredita na vitória sobre o Real Madrid e espera inclusive reverter a derrota (1-3) sofrida no Santiago Bernabéu.

As esperanças de golos dos parisienses recaem em Cavani, Di Maria e Mbappé.

Do lado merengue, Cristiano Ronaldo poderá voltar a contar com a ajuda de Toni Kroos e Lukas Modric.

A "Champions" é o título que ainda resta aos "merengues" para salvar uma época muito apagada a nível interno.