Última hora

Última hora

A visita a Washington de um Netanyahu em maus lençóis

Em leitura:

A visita a Washington de um Netanyahu em maus lençóis

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro israelita deslocou-se a Washington para uma visita oficial de dois dias aos Estados Unidos.

Benjamin Netanyahu e a mulher foram recebidos, na Casa Branca, pelo casal presidencial norte-americano.

O presidente DonaldTrump disse aos jornalistas que uma visita a Israel é possível em maio. É nessa altura que transferência da embaixada dos Estados Unidos deverá estar concluida.

A recente decisão de Trump em mudar a embaixada dos EUA de Telavive para Jerusalem agrada ao primeiro-ministro israelita.

A visita de Netayahu ocorre no momento em que este luta pela sobreviência política em Israel, ao ser suspeito em vários casos de corrupção e suborno.

Nir Hefetz, antigo conselheiro de Netanyahu para os media chegou esta semana a um acordo com os investigadores e deverá beneficiar de total imunidade num caso de corrupção, ao testemunhar contra o primeiro-ministro.

Hefetz deverá entregar gravações que comprometem o primeiro-ministro e a mulher. Trata-se um dos suspeitos num esquema fraudulento relacionado com o grupo Bezeq para uma cobertura favorável de Netanyahu em determinados media.

O chamado caso Bezeq é apenas um dos casos em que é investigado o primeiro-ministro Netanyahu.

Homem forte da direita israelita, tem vindo a enfrentar uma crescente onda de protestos. São cada vez mais os que exigem que o primeiro-ministro abandone o cargo.