Última hora

Última hora

The Gift vão tocar à Rússia e admitem celebrar os 20 anos de "Vinyl"

Em leitura:

The Gift vão tocar à Rússia e admitem celebrar os 20 anos de "Vinyl"

Tamanho do texto Aa Aa

Os portugueses The Gift vão atuar em junho na Rússia, com duas datas numa altura em que a seleção de Portugal andará pelas terras de Vladimir Putin a disputar o Mundial de futebol.

A promover "Altar", o sexto álbum de estúdio, que teve produção de Brain Eno e foi misturado por Flood, o grupo de Alcobaça tem concertos marcados em Moscovo e em São Petersburgo, e ainda a presença agendada num famoso programa de entretenimento local.

Point of view

"'Vinyl' deu-nos a conhecer e pela primeira vez tocámos nas rádios portuguesas. É um disco que merece ser bem tratado"

Nuno Gonçalves Teclista e vocalista dos The Gift

Prestes a completar um quarto de século de existência em 2019, os Gift celebram ainda este ano os 20 anos do primeiro álbum, "Vinyl". Perguntámos a Sónia Tavares e a Nuno Gonçalves se há algum evento especial a ser preparado para esse número redondo. Há uma ideia, mas sem sintonia ainda.

"Foi um disco importantíssimo. Foi uma pedra lançada para o ar na música portuguesa e que funcionou muito bem. Não pensamos ainda [no que fazer], mas há um conceito a que muitas bandas já recorreram quando têm estas efemérides: um concerto com o disco do princípio ao fim e com a digressão como era. é uma ideia que fica no ar", admitiu Nuno, com Sónia a intrometer-se para deixar no ar que não era assim tão boa ideia.

Nuno Gonçalves insistiu e explicou que "poderia ser interessante celebrar um álbum que fez o trabalho em Portugal que 'Altar' está a fazer pelo mundo fora", em particular com o tema "Ok! Do You Want Something Simple", um dois mais rodados nas rádios portuguesas em 1999.

"'Vinyl' deu-nos a conhecer e pela primeira vez tocámos nas rádios portuguesas. É um disco que merece ser bem tratado", sublinhou o teclista, letrista e também segunda voz dos Gift.

O presente, no entanto, chama-se "Altar". O último disco celebra um ano em abril, conta já com quatro videoclips e há um quinto, "Malifest", a sair lá mais para o verão.

Depois de terem atuado em fevereiro na Union Chapel, em Londres, com a presença na plateia de Brian Eno, o produtor do álbum e coautor de "Love Without Violins", os Gift entraram em março com concertos lotados nos coliseus de Lisboa e Porto.

A caminho do Luxemburgo, onde atuam esta sexta-feira (16 de março), de Amesterdão, na Holanda, onde atuam sábado, Nuno e Sónia explicaram-nos a digressão preparada para este ano.

"Já marcado temos a Rússia. Em junho tocamos em Moscovo e em São Petersburgo", começou por dizer Nuno Gonçalves, com Sónia a acrescentar que haverá ainda este ano um novo concerto em Londres e numa sala maior que a Union Chappel.

Nos eventos marcados nas "tour dates" da página de Facebook do grupo aparece já um concerto a 10 de junho em Wolverhampton, Inglaterra, a 10 de junho.

Garantida está também a passagem pelo país vizinho de Portugal. "Felizmente temos também alguns festivais marcados em Espanha. Vamos tocar com os The Killers num festival já esgotado em Santiago de Compostela", completou Nuno Gonçalves.

Nesta escala na Euronews, a caminho do Luxemburgo, os Gift, apresentaram-se em formato reduzido apenas com Sónia Tavares e Nuno Gonçalves, e interpretaram quatro temas de "Altar".

A escolha para a "setlist" recaiu em "You Will be Queen", "Big Fish", "Lost and Found" e "Love Without Violins". Este miniconcerto pode ser revisto na íntegra, com entrevista incluída, em baixo.

Mais sobre Cult