Última hora

Última hora

"Stranger in Paradise" vence Festival Internacional de Filmes sobre Direitos Humanos

Em leitura:

"Stranger in Paradise" vence Festival Internacional de Filmes sobre Direitos Humanos

Tamanho do texto Aa Aa

Um festival onde grande parte dos filmes não são agradáveis de ver. O Festival e Forum Internacionais de Filmes sobre Direitos Humanos decorreu em Genebra, na Suíça na última semana, em paralelo com a sessão anual do Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas e com as comemorações do septuagésimo aniversário da adoção da Declaração Universal dos Direitos do Homem, em 1948.

Este ano o “Grande Prémio” para o melhor documentário foi entregue a «Stranger in Paradise» de Guido Hendrix.
O documentário do holandês foi gravado na Sicília, onde um professor dá as boas vindas a três grupos distintos de refugiados. Com cada um deles adotou posturas diferentes. As várias posturas que são adotadas pelos europeus e pelas políticas europeias.

O prémio atribuido pela Organização Mundial Contra a Tortura foi entregue a ‘Líbia: a anatomia de um crime’ , de Cécile Allegra

O filme mostra como a violação foi, é usada como arma de guerra no país mergulhado no caos. E nestes casos, as vítimas das violações são mulheres e também os homens. E no caso dos homens os objetivos são claros. A realizadora do documentário explica que “neste processo surgiu uma verdadeira máquina de violar pessoas, que se sistematizou de uma ponta à outra do país. E essa máquina tem por objetivo a dominação, a submissão do outro e a sua eliminação política. Assim sendo, é um prolongamento da guerra pela violação e é uma tentativa anular parte da população masculina das decisões políticas”.

O enviado da euronews, Wolfgang Spindler, ao festival explica que “o cinema pode e tem de ser mais que entretenimento. Este festival quer aumentar a consciência do que está a acontecer no mundo e as atrocidades cometidas todos os dias”.

Mais sobre cinema