Última hora

Última hora

Skripal: Rússia lamenta posíção da UE

Em leitura:

Skripal: Rússia lamenta posíção da UE

Skripal: Rússia lamenta posíção da UE
Tamanho do texto Aa Aa

O embaixador russo junto da União Europeia, Vladimir Chizhov, lamenta que Bruxelas tenha apoiado o Reino Unido na polémica que opõe os britânicos aos russos, no seguimento do ataque químico contra o antigo espião russo, Sergei Skripal, em março, em Inglaterra.

"Lamento dizer que, infelizmente, manter uma posição unificada dos ainda 28 tornou-se um objetivo em si. Isso não é útil, mas não estamos a exagerar a situação. Acho que esse é um exercício totalmente artificial e que vai passar. Naturalmente, foram causados danos, em particular, nas relações bilaterais russo-britânicas, mas também à escala Rússia-União Europeia. Espero que haja um bom senso comum entre os Estados-Membros e dentro das instituições europeias para tomarem devidamente em consideração a necessidade de manter a nossa cooperação no campo que ambos definimos", afirmou.

Os líderes europeus concordam com Londres de que é "altamente provável" que a Rússia seja responsável pelo ataque ao ex-espião.

Em sinal de protesto, a Comissão Europeia chamou a Bruxelas o seu embaixador em Moscovo, o alemão Markus Ederer.