Última hora

Última hora

Caso Skripal: A Euronews nas ruas de Moscovo

Em leitura:

Caso Skripal: A Euronews nas ruas de Moscovo

Tamanho do texto Aa Aa

O caso Skripal e a crise diplomática com o Ocidente não passam despercebidos nas ruas de Moscovo.

A Euronews andou pelas ruas da capital russa e perguntou qual a opinião de algumas pessoas sobre o caso e a sobre a crise.

"Nós não o envenenámos," diz um primeiro entrevistado.

"Aquilo aconteceu em Inglaterra, onde ele vive. Aquela desgraça toda aconteceu na Inglaterra. Porque querem culpam a Rússia? Porquê expulsar diplomatas? Estão a agir contra eles, não contra nós. Contra eles."

"Estou indignado com este comportamento da parte do Reino Unido e de outros aliados, porque não existe qualquer prova. Vamos retaliar e as coisas não vão ser fáceis para eles, por isso, tudo bem", responde um segundo entrevistado, com quem a correspondente da Euronews em Moscovo falou, perto do Kremlin.

"São jogos políticos e claro que, como não poderia deixar de ser, cada país tenta sacar proveito disto tudo", diz um terceiro entrevistado à Euronews.

A imprensa russa, por seu lado, fala numa expulsão diplomática coordenada pelo Ocidente. E alguns diários perguntam como será assim possível uma aproximação entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e o presidente da Federação Russa, Vladimir Putin.

Os principais canais e rádios de informação, por outro lado, parecem não questionar demasiado a posição do Kremlin.